Economia do Golo
O desporto é a nossa paixão e a escrita o nosso vicio. Sempre dispostos a conjugar as duas artes, na certeza de uma junção sempre feliz... ousem descobrir!

Lugares de Pé de Novo nos Estádios?

LONDON, ENGLAND - JANUARY 02: Chelsea fans use the Safe standing area during the Premier League match between Chelsea and Liverpool at Stamford Bridge on January 02, 2022 in London, England. (Photo by Catherine Ivill/Getty Images)

Parece ser uma medida revolucionária.

A UEFA anunciou hoje o lançamento de um programa para observar a utilização das chamadas “Safe Standing Areas” pelos espectadores que assistam aos jogos das equipas participantes nas competições dos seus clubes masculinos durante a época de 2022/23. Estas são áreas do estádio onde os adeptos poderão assistir aos jogos em pé, graças a um sistema especial de assentos (chamado ‘rail seating’) que oferece esta possibilidade com a devida segurança.

Refira-se que os adeptos de futebol em toda a Europa, bem como os clubes que utilizam regularmente tais sistemas a nível nacional, têm manifestado um interesse crescente para que a UEFA considere este sistema nas competições europeias, algo que parece que agora irá suceder.

Por isso, em Dezembro de 2021, a UEFA encomendou ao Instituto Politécnico de Milão um estudo independente para examinar o quadro regulamentar nacional, as tecnologias e a gestão da segurança das instalações existentes no futebol profissional na Europa. O estudo encontrou abordagens muito diferentes entre países e por vezes até entre regiões e cidades dentro de um mesmo estado. Além disso, são utilizadas várias soluções técnicas diferentes com impactos significativamente diferentes na segurança e gestão da segurança.

Por isso, com a aprovação do Comité Executivo da UEFA, esta irá lançar o Standing Facilities Observer Programme 2022/23 de modo aa observar a utilização de tais instalações em competições nacionais e internacionais. O objectivo será avaliar se e em que condições esta novidade poderá ser reintroduzida em segurança nas competições europeias.

Devido à sua natureza de estudo, o programa será limitado, pelo menos na sua época de introdução, aos clubes das principais federações europeias, onde a possibilidade já é permitida ou seja, Inglaterra, Alemanha e França. Em Itália e Espanha, por outro lado, não estão previstas quaisquer instalações deste tipo.

Assim, por exemplo, a capacidade do estádio Borussia Dortmund passará de 65.829 para 81.365, com mais de 25.000 adeptos de pé na bancada Sul do Parque Signal Iduna. O Bayern Munique terá 15.794 fãs permanentes e uma capacidade total de 75.024. O novo estádio de Tottenham, por outro lado, tem as maiores secções deste tipo, podendo acomodar 10000 adeptos em pé, incluindo 7.000 na bancada sul.

Assitir ao futebol de pé, também poderá ser possível durante as fases de grupos e eliminatórias até às meias-finais das competições europeias masculinas de 2022/23. As finais estarão excluídas.

No final da época 2022/23, com base nos relatórios apresentados pelos peritos comissionados, a administração da UEFA avaliará os resultados do programa e apresentará os resultados ao Comité Executivo da UEFA, que decidirá sobre a possível continuação e extensão do programa.

Uma medida que acompanharemos…

Leave a comment